Artigos

ORE POR ALGO GRANDIOSO ANTES DAS REFEIÇÕES

O que oramos antes de comer juntos como uma família?


Nosso coro familiar, desde que me lembro, foi esta simples oração: Deus é bom, Deus é grande, e nós agradecemos por este alimento. Não foi nossa única oração para as refeições, apenas a que meus pais nos ensinaram quando éramos pequenos em tamanho e vocabulário.

Uma criança (ou um adulto) realmente pode fazer bem se afeiçoando dessas poucas primeiras palavras. Toda a vida depende da grandeza de Deus. Ele é grande além de nossas mais loucas  imaginações – grande, soberano, onisciente, imparável. E ele é completamente e inabalavelmente bom – nunca pecando, nunca fazendo mal, sempre agindo em favor daqueles que o amam.

"Bom" e "grande" dizem muito, mas ainda assim, depois de um tempo, não o suficiente. São reivindicações exatas, mas, sem exemplos mais específicos, o elogio pode começar a parecer artificial. Assim, quando mamãe ou papai oravam por nosso jantar, eles frequentemente alcançavam diferentes linguagens – palavras, frases e realidades que fizeram "bom" e "grande" significar algo para nós.

Quatro orações para a hora de refeição

Qualquer refeição é um milagre digno de comemoração, mas novamente, depois de um tempo, pode não se parecer mais com um milagre – alguém comprou os mantimentos com dinheiro novamente, alguém preparou a comida novamente, e aqui estamos comendo essencialmente a mesma refeição novamente.

Não parece um milagre, a menos que o vejamos à luz de muitos outros milagres que Deus está fazendo o tempo todo. A menos que entendamos que o mesmo Deus que colocou purê de batatas em nosso prato também formou as montanhas, o mesmo Deus que fez esses legumes à mesa se transformarem de semente ao que são também governa as estrelas, o mesmo Deus que nos fornece o que precisamos para cada dia também alimenta cada pássaro e esquilos e peixes.

O Salmo 104 é modelo a esse tipo de oração, conectando os pontos entre as coisas mais simples da vida, como o nosso alimento diário aos mais enormes e complicados, como padrões climáticos, cadeias alimentares e galáxias – e conectando todos a Deus. Quando você parar para orar antes de uma refeição, ore por algo grandioso.

1.      Compare Deus com as maiores coisas do universo

Deus, estendeste os céus como uma tenda (Salmo 104:2).

Tu fazes das nuvens a tua carruagem (Salmo 104:3).

Tu colocas as montanhas em seu lugar (Salmo 104:5).

Tu derramaste os oceanos, e desenhaste seu litoral (Salmo 104:6,9).

Tu cavaste cada vale (Salmo 104:8).


Não há apenas uma dúzia ou mais de grandes coisas – céus, oceanos, montanhas, florestas – mas mil outras tão grandiosas quanto – vulcões, praias, cavernas, rios. Escolha uma e tente ser imprevisível. Ligue rapidamente no canal National Geographic para inspiração, se você precisar. A fé de sua família será maior, e seus corações mais cheios, ao ter outro vislumbre da glória de Deus em seu mundo.

2.      Olhe como Deus provê para os menores seres vivos


Deus, tu dás de beber a todo animal do campo (Salmo 104:10-11).

Tu constróis casas para os pássaros nos ramos de suas árvores (Salmo 104:12,17).

Tu fazes crescer a grama como alimento para o gado (Salmo 104:14).

Tu regas teu jardim, das árvores mais altas às flores mais pequenas (Salmo 104:16).

Tu constróis um lugar alto para as cabras, e escondes os texugos em segurança (Salmo 104:18).


Deus não só alimenta a sua família de sete integrantes, mas de forma notável, a família do mundo de sete bilhões de membros, e mais, inúmeras plantas e criaturas, grandes e pequenas. "Os leõezinhos bramam pela presa, e de Deus buscam o seu sustento." (Salmo 104:21). Os pássaros, texugos e leões sabem onde conseguem seus alimentos. "Todos esperam de ti, que lhes dês o seu sustento em tempo oportuno." (Salmo 104: 27). Por que nós nos esquecemos tão facilmente?


3.      Regozije-se nos ritmos milagrosos da Terra e da vida


Deus, tu fizeste a lua para marcar nossas estações (Salmo 104:19).

Tu decides quando o sol irá se por a cada dia, quando a escuridão cairá novamente (Salmo 104: 19-20).

E tu levantas o sol de volta ao seu lugar, afastando a escuridão (Salmo 104:22).


Tu somente podes definir e numerar nossos dias, pesar nossas semanas e medir nossos meses.

Deixamos passar muitos dias sem perceber a maravilha de um dia – um planeta perfeitamente posicionado em um céu ilimitado, a uma distância precisa do sol, girando e girando simplesmente à velocidade certa. Nós nos acostumamos com o ritmo e, ao fazê-lo, perdemos vistas notáveis ​​da criatividade e do cuidado soberanos de Deus. Antes de outra mordida ou outro gole, dê um passo para trás e pergunte novamente: Como ele faz isso?

4.      Coma e beba para a glória de Deus


Paulo torna maravilhosamente claro: uma vez que somos de Cristo, absolutamente tudo na vida cristã é destinado a ser uma espécie de culto, até mesmo as nossas refeições. "Portanto, quer comais quer bebais, ou façais outra qualquer coisa, fazei tudo para glória de Deus." (1 Coríntios 10:31).


A adoração genuína soa assim: "Cantarei ao Senhor enquanto eu viver; cantarei louvores ao meu Deus, enquanto eu tiver existência. A minha meditação acerca dele será suave; eu me alegrarei no Senhor." (Salmos 104: 33-34). Exercitem sobre quem é Deus e o que ele fez, e então respondam a ele – regozijem-se nele novamente juntos.


Ao louvar a Deus por ter formado as montanhas, por alimentar peixes tropicais e conduzir o sol, passe ainda mais tempo admirando a Jesus. As montanhas foram feitas através dele (João 1:3). Cada pedaço de comida aponta para ele, como o verdadeiro pão da vida (João 6:35). Nossa galáxia pode girar em torno do sol, mas toda a história e todo o universo giram em torno do Deus-homem (Efésios 1:10, Hebreus 1:2-3). E, é claro, ele é o nosso único caminho para Deus, nossa única fonte de verdade, e nossa única esperança para a vida real e alegria duradoura (João 14:6 e Salmos 16:11).

Faça de cada refeição uma nova oportunidade para adorar o Rei Jesus (Filipenses 2:9-11).

Talvez vocês não comam juntos como uma família, pelo menos não frequentemente. O Salmo 104 poderia ser uma nova razão para tentar de novo. Cada vez que nos rendemos e seguimos nossos caminhos separados na hora da ceia, sacrificamos uma oportunidade para lembrarmos juntos as coisas mais importantes do mundo. Deus pode querer que o momento da refeição seja a manhã de domingo de cada dia – um tempo para partir o pão e se maravilhar com um Deus que é verdadeiramente bom e grande.




Autor: Marshall Segal

Tradutor: Moacir Campos

Texto Original: Pray Something Big Before YouEat



Você está autorizado e incentivado a reproduzir e distribuir os artigos em qualquer formato, desde que informe o(a) autor(a) e a fonte do artigo, bem como as fontes intermediárias, inclusive o Projeto Perguntar Não Ofende. Não é permitido: a alteração do conteúdo original e a utilização para fins comerciais.


Caso você queira fazer alguma reclamação, bem como alguma crítica ou sugestão, envie-nos um e-mail para: pno@pipg.org.