Artigos

ESPERE PARA NAMORAR ATÉ QUE VOCÊ POSSA CASAR

Quando os jovens devem começar a namorar?

 

Sua resposta provavelmente depende do que você pensa sobre por que você (ou qualquer outra pessoa), em primeiro lugar, deve namorar. Qualquer um pode ver que os custos são muitas vezes elevados – términos destruidores, pecado sexual, traição chocante, súbita rejeição, decepções desgastantes – a dor do amor que nunca andou pelo corredor.

 

Então, por que muitos de nós ainda mergulham tão rapidamente no namoro?

 

Bem,em parte, porque Satanás mascara os riscos muito bem (Apocalipse 12: 9). Ele lança o romance como uma qualificação para a boa vida, e projeta qualquer outra coisa como vazia, solitária e sem propósito como comparação. Ele tira proveito sobre nossos desejos e nos convence de que devemos “amar” a fim de realmente viver, e que todos os maiores prazeres e experiências mais completas são encontradas em um relacionamento com um namorado ou namorada (ou marido ou esposa). Ele fabrica um desgosto para o café da manhã e adoça todo pecado sexual com um belo, mas venenoso brilho.

 

Satanás e sua influência no, e através do mundo, leva milhões de nós a namorar demais e muito cedo porque ele ama o que esse tipo de namoro faz conosco.


Eu tive minha primeira “namorada” na sexta série, meu primeiro beijo naquele verão(garota diferente), e, em seguida, uma nova namorada quase todos os anos até o ensino médio. Desde muito jovem eu estava à procura de carinho, segurança e intimidade das meninas em vez de Deus. Eu namorei mais cedo do que a maioria, e mais do que a maioria. Meus anos de adolescência foram uma longa série de relacionamentos que eram muito sérios para a nossa idade, foram muito longos e,portanto, terminaram dolorosamente. Eu disse: “Eu te amo” muito cedo, e para muitas. E o diabo sentou-se na frente e no centro, amando cada minuto da minha prematura história de namoro.

 

Por que alguém deveria namorar?

 

A guerra espiritual para nossos corações é real, e os riscos são altos, por isso é fundamental perguntar, em primeiro lugar, por que achamos que deveríamos namorar. Por que eu tive uma namorada quando eu tinha doze anos (e treze, e quatorze, e até mesmo dezoito)?

 

Para muitos de nós, nós só queremos ser felizes, pertencer, ser valorizado. Nós imaginamos nossas necessidades mais profundas sendo atendidas na intimidade de estar com um(a) jovem especial.

 

Todos nós queremos nossos corações batendo por algo ou alguém. O romance e o mistério do casamento parecem segurar os picos terrenos mais altos de prazer e amizade. Ansiamos por sermos conhecidos e amados, a pertencermos a alguém, na história de outra pessoa. E queremos também alguém para se juntar a nós na nossa. E todos nós queremos que nossas vidas sirvam para alguma coisa. Queremos contribuir com algo significativo para uma causa significativa. Queremos fazer a diferença.Não queremos desperdiçar nossas vidas.

 

Muitos de nós namoram, porque estamos tentando preencher essas necessidades no amor. Se você nos perguntar,podemos dizer que estamos “buscando o casamento”, mas muitos de nós não estão nem perto do casamento – em idade, finanças, maturidade, educação e fase da vida. Estamos, na verdade, em busca da felicidade, de pertencer e de significado, pensando que vamos encontra-los no romance.

 

O que eu faria diferente?

 

Se eu pudesse fazer tudo de novo, eu não teria namorado na décima série (ou na décima segunda, ou até mesmo nos meus primeiros dois anos na faculdade). Eu teria esperado até que eu pudesse casar.

 

A grande descoberta veio para mim ao começar a entender as principais diferenças entre namoro e casamento. Um casal de namorados pode sentir-se casado às vezes, mas um casal de namorados nunca é um casal casado. Compreender as distinções entre as relações nos protegerá contra todos os tipos de dor e fracasso no namoro.

 

O maior tesouro em qualquer vida, independentemente do nosso status de relacionamento, é conhecer a Cristo e ser conhecido por ele, amá-lo e ser amado por ele. O grande tesouro no casamento é uma intimidade com o cônjuge centrada em Cristo – conhecer e ser conhecido, amar e ser amado por um marido ou esposa. O grande tesouro no namoro é uma clareza centrada em Cristo sobre o casamento (ou para o casamento).Intimidade romântica é mais segura no contexto do casamento, e o casamento é mais seguro no contexto a e clareza. Se queremos ter e apreciar esse tipo de intimidade centrada em Cristo, precisamos casar. E se queremos casar, devemos buscar clareza sobre com quem se casar.

 

Espere para namorar

 

Legalmente, pelo menos nos Estados Unidos, não podemos casar até que tenhamos dezoito anos (exceto em Nebraska e Mississippi, onde é necessário ser ainda mais velho – dezenove e vinte e um, respectivamente).

 

Além da mera idade, porém,devemos ter sérias questões de maturidade e estabilidade. Tem o nosso namorado ou namorada amadurecido o suficiente para ter alguma ideia do que pode ser como um marido ou esposa para os próximos cinquenta anos? Será que realmente amadureceu o suficiente? Será um ou ambos capaz de sustentar uma família financeiramente? A fé dele e dela em Jesus tem sido testada o suficiente por provações para se estar confiante de que é real?

 

Alguns, sem dúvida, vão odiar este conselho – Tenho certeza de que eu teria odiado – mas todos nós precisamos reconhecer que podemos namorar muito antes de que possamos casar – e isso não significa que devemos. Não podemos namorar para o casamento quando o casamento nem sequer está no radar ainda. Você já pode estar sonhando com o casamento (eu estava), mas é realista que vocês dois possam casar em breve?

 

Espere para namorar até que vocês possam se casar um com o outro. Meu conselho (tome ou deixe-o) é esperar até que você, razoavelmente, possa casar com ele ou ela nos próximos dezoito meses. Isso não significa que você tem que casar com ele ou ela rapidamente. Aparte importante é que você poderia, se Deus deixar claro que esta é sua vontade e seu tempo. Você não vai encontrar dezoito meses em lugar nenhum na Bíblia, e por isso você não deve tratá-lo como lei de Deus. Mas você pode testar – com o Senhor, seus pais e amigos cristãos próximos – se isso parece sensato e seguro para você e seu coração.

 

[parágrafo do tradutor] Meu conselho pessoal é que o tempo de relacionamento (namoro + noivado) não passe de três anos. O ideal ainda é casar antes disso. Esse é um tempo suficiente para tomar decisões importantes e evitar tentações em várias áreas. Minha história é parecida com a do autor, infelizmente erramos nisso. Da última vez, graças a Deus, namorei apenas seis meses antes de noivar e noivei 18 meses antes de casar. E aqui estou feliz e vivo para contar a história. [parágrafo do tradutor]

 

O que fazer enquanto esperamos?

 

Só porque estamos esperando para namorar não significa que estamos sentados em volta e esperando. A vida nunca é apenas, ou mesmo principalmente, sobre amor e casamento. Nossa vida é sobre Jesus agora – seu amor por nós e seus planos para nós – quer estejamos solteiros ou casados, com dezesseis ou sessenta anos.

 

Deus tem muito mais para você do que qualquer relacionamento pode oferecer. Ele quer dizer algo espetacular através de você e sua jovem vida. Ele quer usar você e seus dons para mudar avida de outras pessoas. Se a vontade dele é que você se case, ele vai torna-loem um futuro cônjuge forte e solidário. Ele quer mostrar ao mundo onde encontrar a felicidade através de sua alegria.

 

Você não precisa de um namorado ou namorada para experimentar qualquer um dos planos de Deus para estes primeiros anos. Então, se não for para namorar, o que fazer?

 

1. Seja um exemplo corajoso e fiel para os outros.

 

“Ninguém o despreze pelo fato de você ser jovem, mas seja um exemplo para os fiéis na palavra, no procedimento, no amor, na fé e na pureza.” (1 Timóteo 4:12)

 

Você pode não ser capaz devotar ainda, ou mesmo dirigir, mas você pode viver para dizer algo sobre Jesus.O seu discurso – a linguagem e atitude que você usa com sua família e amigos –diz algo sobre Jesus agora. Seu comportamento – as decisões que você faz todos os dias sobre o que você vai ou não fazer, a maneira como você se encaixa com o resto do mundo ou não – falam ao mundo sobre o seu Deus. Seu amor – a maneira como você trata as pessoas em sua vida – diz algo sobre como você foi amado por Deus. Sua pureza – o seu compromisso em confiar em Deus e sua palavra, e a valoriza-lo acima de qualquer prazer e experiências prematuras – anuncia o evangelho aos casais subjugados por seus desejos.

 

2. Viver para servir, não para ser servido.

 

“Cada um exerça o dom que recebeu para servir aos outros, administrando fielmente a graça de Deus em suas múltiplas formas. Se alguém fala, faça-o como quem transmite a palavra de Deus.Se alguém serve, faça-o com a força que Deus provê, de forma que em todas as coisas Deus seja glorificado mediante Jesus Cristo, a quem sejam a glória e o poder para todo o sempre. Amém.” (1 Pedro 4:10,11)

 

A maioria dos jovens são tão consumidos por suas próprias necessidades e desejos que ignoram as necessidades ao seu redor. Mas você é capaz de muito mais do que mídia social, compras e jogos de videogame. Veja, por exemplo, o que os adolescentes realizam nos Jogos Olímpicos, jovens com quinze e dezesseis anos ganhando ouro contra os melhores do mundo.

 

E se você decidir usar os dons que Deus lhe deu para fazer a diferença na vida de outra pessoa? Você poderia servir em um ministério na igreja, mentoriar alguém mais jovem ou perguntar sobre as necessidades em sua vizinhança. Você é capaz de muito mais do que o mundo espera de você. Viva de tal maneira “que em tudo Deus seja glorificado por meio de Jesus Cristo” através de você.

 

3. Esforce-se para se tornar o futuro cônjuge que Deus te chamou para ser.

 

“Sujeitem-se uns aos outros,por temor a Cristo. Mulheres, sujeitem-se a seus maridos, como ao Senhor, poiso marido é o cabeça da mulher, como também Cristo é o cabeça da igreja, que é o seu corpo, do qual ele é o Salvador. Assim como a igreja está sujeita a Cristo,também as mulheres estejam em tudo sujeitas a seus maridos. Maridos, amem suas mulheres, assim como Cristo amou a igreja e entregou-se a si mesmo por ela”Efésios (5:21-25)

 

Alguns de nós podem ter nascido querendo casar, mas nenhum de nós nasceu pronto para casar. O chamado para amar um cônjuge é um chamado para viver a maior história jamais contada – o próprio Deus veio em carne para morrer por sua noiva pecadora, a Igreja. Nossos instintos naturais não são para morrer para nós mesmos por causa de outra pessoa, mesmo para alguém que gostamos muito.

 

Até que você esteja pronto para namorar, Deus estará preparando-o para amar corretamente quando você o fizer,transformando-o de um grau de prontidão para outro (2 Coríntios 3:18).

 

4. Impacte todos ao seu redor com alegria enquanto você espera.

 

“Por essa razão, desde o dia em que o ouvimos, não deixamos de orar por vocês e de pedir que sejam cheios do pleno conhecimento da vontade de Deus, com toda a sabedoria e entendimento espiritual. E isso para que vocês vivam de maneira digna do Senhor e em tudo possam agradá-lo, frutificando em toda boa obra, crescendo no conhecimento de Deus e sendo fortalecidos com todo o poder, de acordo com a força da sua glória, para que tenham toda a perseverança e paciência com alegria”(Colossenses 1:9-11)

 

Ninguém tem que olhar muito longe para encontrar pessoas solteiras azedas, garotos e garotas lamentando a solidão enquanto todos estão namorando alguém. É muito mais difícil encontrar jovens que encontram a sua identidade, felicidade e segurança em outro lugar.

 

Surpreenda seus amigos (e todos os outros) por estar contente em esperar até a data que você pode casar, porque você já tem tudo que precisa em Deus.

 



 

Autor: Marshall Segal

Fonte: Blog do Pedro Pamplona

Post original: Wait toDate Until You Can Marry




Você está autorizado e incentivado a reproduzir e distribuir os artigos em qualquer formato, desde que informe o(a) autor(a) e a fonte do artigo, bem como as fontes intermediárias, inclusive o Projeto Perguntar Não Ofende. Não é permitido: a alteração do conteúdo original e a utilização para fins comerciais.


Caso você queira fazer alguma reclamação, bem como alguma crítica ou sugestão, envie-nos um email para: pno@pipg.org